Chico Mendes

 

O ambientalista Francisco Alves Mendes Filho, mais conhecido como Chico Mendes, nasceu no seringal Porto Rico, em Xapuri, Estado do Acre, em 15 de dezembro de 1944. Filho de Francisco Alves Mendes e Iraci Lopes Mendes.

 

Acre

 

Desde criança, ele acompanha seu pai na floresta e tornou-se seringueiro aos onze anos de idade. Nessa época, a família mudou-se para Pote Seco no seringal Equador.

A partir de 1969, Chico iniciou sua luta pela autonomia dos seringueiros de Xapuri. Encontrou aliados na igreja católica e com sindicalistas que chegaram à região nos anos '70. Chico organizou várias ações em defesa da posse da terra e participou da fundação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brasiléia, tornando-se secretário geral, em 1976. No ano seguinte, foi eleito vereador pelo MDB e recebeu as primeiras ameaças de morte. Fundou um novo sindicato dos trabalhadores rurais em Xapuri.

Em 1980, o sindicalista Wilson Pinheiro, amigo de Chico, foi assassinado.

Em 1981, Chico Mendes assumiu a direção do Sindicato de Xapuri, cargo que manteve até a sua morte.

No final dos anos '80, os conflitos entre seringueiros e pecuaristas se acentuaram e Chico Mendes recebia ameaças de morte, com frequência. Em 22 de dezembro de 1988, aos 44 anos, ele recebeu um tiro no peito na presença de sua esposa Ilzamar e de seus filhos Elenira e Sandino.

Chico Mendes recebeu vários prêmios nacionais e internacionais por sua luta em defesa dos seringueiros e do meio ambiente. Após sua morte, foram criadas reservas de extrativistas e projetos de assentamento de extrativistas.

Mais: História do Acre

 

Mapa Acre

 

Casa em que viveu Chico Mendes em Xapuri (foto J. Freitas).

 

Xapuri

 

Meio Ambiente

 

Gente

 

 

Acre

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Biografia.

 

Chico Mendes

 

 

(1944-1988)